Pioneiro no Brasil, o programa criado em 1967 atua promovendo o diálogo entre as ciências exatas e da natureza, as ciências sociais e da saúde. Atua em temas abrangentes, dedicando-se a projetos e gerência de sistemas que envolvem pessoas, materiais, equipamentos e ambiente, para aplicação na indústria, na agricultura, no setor de serviços, na administração pública e nas iniciativas sociais.

Seus alunos são preparados para adquirir as características mais marcantes do engenheiro de produção: versatilidade e interdisciplinaridade. As áreas de concentração do programa e respectivas linhas de pesquisa são estruturadas para atender a esse imperativo.

As áreas de concentração do programa são nas seguintes áreas: Gestão e Inovação e Engenharia de Decisão & Gestão.

Topo